Blog

  • Um sonho adiado
    Postado 01/04/2020

    Texto da Ilana Fermann, psicóloga e noiva.
    Instagram: @psicobride

      Meu nome é Ilana Fermann, tenho 32 anos, sou psicóloga e noiva – ainda noiva. Ainda noiva, pois precisei adiar um dos grandes sonhos da minha vida, o de casar. No dia vinte e seis de julho de dois mil e dezoito, fui pedida em casamento pelo Felipe, no dia do aniversário dele. Namorávamos há oito anos e tínhamos nos mudado há pouco tempo para a nossa casa.


      Desde sempre sonhei em casar e ter filhos. Desde sempre me imaginava em lindos vestidos de noiva, colecionava artigos de decoração de festa em pastas do celular, bem como penteados, maquiagens e tudo o que pudesse envolver essa comemoração. Já no pedido de casamento, o Felipe me disse: “Ilana, pode contratar a cerimonialista que tu sempre me falaste, porque vamos casar!”. Naquele momento, foi como se eu acessasse à todas as minhas pastas mentais sobre casamento e estivesse pronta para colocar tudo em prática.


      Após contato com a cerimonialista e todos os preparativos para o casamento (que são muitos, independente do tamanho da festa que façamos), começamos a contagem regressiva para o dia 28.03.2020, dia tão esperado e tão escolhido por nós. Por termos decidido casar em um local aberto, ao ar livre, apostamos no mês de março como sendo o com mais probabilidade de tempo bom e com uma ajudinha da numerologia, pois essa data somava 8, o número do infinito, tudo a ver com o momento né?! Eis que as coisas vão acontecendo e nos damos conta que por mais planejamento que tenhamos na vida, não podemos assumir o controle de tudo.

      Duas semanas antes do casamento, tivemos que tomar a difícil, porém, necessária decisão de adiarmos o nosso dia tão esperado em função da pandemia do COVID-19. Foi uma semana de incertezas, de imersão nas notícias, de conversas sistemáticas com médicos, cerimonialista, fornecedores, amigos e família. Tudo estava mudando de um dia para o outro e não sabíamos como seria o cenário nas semanas seguintes. Foi uma semana de ansiedade, de frustração, de angústia e de tristeza. Porém, depois que “batemos o martelo” e decidimos que o melhor seria adiar, em virtude da situação atual em que nos encontrávamos todos, a sensação foi de alívio. Alívio? Sim...o mais difícil é termos que escolher, decidir, resolver. Depois disso, vem a aceitação e os novos planos.


      Hoje, eu estou bem, focando na próxima data e refazendo a contagem regressiva para o novo dia 28.03 que virou 01.08. Tá...mas vocês podem se perguntar: “mas tu não disse que tinha escolhido a data em função do clima e da numerologia?”. Sim, escolhemos. No entanto, as situações em que vivemos nos mostram que, às vezes, precisamos ressignificar os pensamentos e nossos sentimentos. Hoje, não faz diferença pra nós se vamos casar com sol, com chuva ou se vai estar nevando. Se a luz vai estar maravilhosa para as fotos no pôr do sol. Hoje, sem dúvida nenhuma, o casamento possui mais um significado para nós. Da resiliência, do desejo real de formalizar uma relação que de fato é pautada no amor. E... para amor não tem clima, não tem luz, não tem estação e não tem lugar.

    Fotografia: Alessandra Pinho


      O adiamento da data do nosso casamento nos fez ter a certeza de que queremos que os nossos convidados estejam entregues a esse momento e que não queremos dividir esse dia com um assunto de vírus, que tanto assusta as pessoas, e com razão. Queremos que todos possam se abraçar, se beijar, dançar juntos e se emocionar com essa celebração. Queremos que todos estejam seguros, despreocupados e aproveitando tudo o que planejamos com tanto amor e carinho. Queremos aproveitar tudo isso também!


      Como psicóloga eu sei que tudo faz parte de um aprendizado, de uma elaboração. É um processo. Para que seja possível ficar bem e aceitar o que nos foi imposto, é importante identificarmos os nossos sentimentos e os assumirmos. Ficar triste é normal. Se sentir frustrada, com raiva...também é. Cada um tem o seu tempo de elaboração. Não se apresse, se permita entrar em contato com os seus sentimentos e busque estratégias para lidar com eles.


      No fim, nada foi cancelado, só adiado. E, para quem esperou quase dez anos, esperar quase cinco meses não é nada né? Aproveite o tempo do adiamento para pensar em novas experiências para os convidados, para repassar a lista de convidados, se preparar para o grande dia, no meu caso...quero perder uns quilinhos – risos.


      Faça do limão uma limonada. Eu juntei duas experiências (profissional e pessoal) e desenvolvi o @PsicoBride. O PsicoBride é um meio de comunicação através das redes sociais para auxiliar noivas que precisaram adiar os seus casamentos. Todas as experiências, por mais dolorosas que sejam nos fazem evoluir e nos proporcionam novas oportunidades. Tente encontrar a sua e, se perceber que a situação está muito difícil, lembre-se que ninguém precisa passar por isso sozinho. Caso perceba sintomas intensos e frequentes (de ansiedade, por exemplo) procure um psicólogo e pode contar comigo!

  • 6 dicas para quem já olhou para um guarda-roupa cheio e falou: “não tenho roupa!"
    Postado 31/03/2020


    Quem sabe usar o seu tempo em casa para organizar seu guarda-roupas?
    Veja as dicas da Andressa Torrel.: Consultoria e Design de Moda!

    Dica 1

    RESERVE UM DIA PARA RECONHECER SEU GUARDA-ROUPA

    Pode ser uma folga ou no final de semana,
    reveja sua organização, prove peça por peça,
    veja o que serve, o que precisa de ajustes e
    comece a formar looks na frente do espelho,
    fotografando eles - assim como os looks que
    deram certo no dia-a-dia - formando seu
    próprio lookbook.

     

    Dica 2

    FAÇA UMA ANÁLISE DAS SUAS ROUPAS

    Observe o que falta para multiplicar as suas
    composições. Peças básicas, de cores únicas, são
    perfeitas para isso! Você pode combiná-las entre si,
    formando looks coloridos com cores complementares,
    cores análogas, looks monocromáticos e também
    combiná-las com outras peças estampadas que
    tenham a cor da peça básica.
    Muitas vezes temos roupas resultantes de compras
    impulsivas, adquiridas sem pensar no que já
    possuímos, por isso, na hora de comprar uma peça
    nova pense no seu guarda-roupa, nas outras roupas
    que você já tem, com o que você vai poder combiná-la
    (Para facilitar a lembrança, vale uma conferida no seu
    acervo digital)!

     

    Dica 3

    DISPONHA AS ROUPAS DA ESTAÇÃO DE UMA FORMA QUE POSSA VÊ-LAS

    Deixe as peças da estação atual nas partes do
    guarda-roupa de melhor acesso e maior visibilidade.
    Na falta de espaço, fotografe e crie um acervo digital:
    1.Crie uma pasta com o nome “Meu closet".
    2.Dentro desta pasta, crie subpastas como: blusas,
    calças, vestidos, shorts, saias,..
    Dica de armazenamento digital: o Google Fotos é
    uma ótima opção de armazenamento em nuvem
    -gratuito- e não há limites de espaço, assim não
    ocupa espaço no celular e você pode ter acesso de
    qualquer lugar!

     

    Dica 4

    ORGANIZE AS ROUPAS DE UMA FORMA QUE FAÇA SENTIDO PRA VOCÊ


    Dessa forma você facilita sua vida na hora de achar a
    peça que procura, sem ter que revirar tudo e ter trabalho
    em dobro arrumando depois.
    Ex.: Se você tiver todas blusas de tecido leve estampadas
    dispostas em um cabide, quando for formar um look com
    uma delas, você só vai precisar tirar este cabide do
    guarda-roupa, sem nem mexer nos outros.
    Separe peças estampadas de peças de cores únicas,
    peças de cima e de baixo (shorts, calças, saias, blusas) de
    peças únicas (macacão, vestido), roupas sociais de
    roupas de dia-a-dia, também pode separar por caimento,
    comprimento, entre tantas outras formas, escolha a que
    você achar melhor!

    Dica 5

    EXERÇA A CRIATIVIDADE, BUSQUE REFERÊNCIAS

    Busque por "tags" no Instagram, como
    #calcavermelha, se quiser ter várias opcões de
    combinações com uma calça vermelha. O pinterest
    também é uma fonte maravilhosa. Outra dica, não tão
    conhecida, mas super bacana e prática, é o app
    Chicisimo, nele você pode buscar por peças
    específicas, por cores, salvar em pastas o que gostou,
    postar seus looks e formar seu próprio closet, vale a
    pena conferir!
    Para não ter erro, busque referências de pessoas com
    biótipo que se assemelhe ao seu, nem tudo que é
    bom para um, é bom para o outro.

     

    Dica 6:

    SE INSPIRE, NÃO COPIE!

    Busque na referência o que faz sentido para você!
    Você pode adorar uma combinação de cores em
    uma referência, mas as peças escolhidas não
    serem as melhores para valorizar o seu biótipo, ai
    Você usa a referências das cores e troca as peças,
    assim como o contrario também funciona. O
    importante é que tenha a ver com você e te
    valorize, pode acrescentar os seus acessórios e
    reinventar, podem ser trocas sutis mas que
    tornem o look autêntico e a sua cara!

     

  • Eventos X Crise Financeira X Qualidade
    Postado 09/09/2019

    A “Arte dos Temperos Gastronomia” atua no mercado de eventos sociais e empresariais há mais de 15 anos.
    Fazendo um estudo sobre o IMPACTO da crise financeira do nosso país no desenvolvimento dos eventos sociais, nos causa muita preocupação, pois esse impacto é muito forte na área de eventos, hoje em dia temos bem menos festas de Casamentos, Formaturas, Bodas, Aniversários e Eventos Empresariais. No mesmo momento que estamos vivendo essa crise, trazendo uma queda de mais de 50% nos eventos comparados com 3, 4 anos atrás, faz com que o nível de desemprego no país aumente e por consequência faz com que novas empresas informalmente venham atuar no mercado de eventos, isso preocupa no sentido de que novas empresas abrem suas portas e muitas vezes sem preparo algum, sem estudo de seu ramo de negócio, como são empresas novas e sem clientes, eles fornecem serviços ao custo de até 50% a menos do que o valor normal de mercado e isso infelizmente preocupa, pois estraga a imagem de empresas idôneas atuantes a anos. O cliente quando vem para pesquisar valores para seu evento, casamento, formatura ou aniversário, infelizmente pensa na maioria das vezes só em valores, quando que o certo seria pesquisar a empresa, ver se tem indicações, ver a qualidade de seus serviços e sendo assim o cliente só vai perceber a “mancada” que deu quando ocorrer o evento.
    Baseado nisso, nós da “Arte dos Temperos Gastronomia”, viemos já a algum tempo, fazendo um atendimento diferenciado, personalizando o atendimento com nosso cliente, ao receber o cliente mostramos nossas sugestões de cardápios com seus valores e nos colocamos a disposição para CRIAR um cardápio dentro dos valores que o cliente deseja e pode gastar e ao mesmo tempo não medimos esforços para que a QUALIDADE de nossos serviços sejam o melhor possível, possuímos parceria com fornecedores que garantem um alto padrão do que nos é fornecido, fazendo com que tenhamos a qualidade necessária e fundamental para nossos eventos.

  • Significado das madrinhas e padrinhos de casamento!
    Postado 31/10/2018

    Chegou o momento de decidir as madrinhas e os padrinhos do seu casamento? Não sabe por onde começar?
    Essa pode ser uma decisão difícil e a equipe Guia Festa pode ajudar você a tornar esse momento mais tranquilo e esclarecedor. Então, chama o seu noivo ou a sua noiva para ler a matéria e, assim, entender melhor esse universo de casamento.

    Você sabe de onde surgiu a cultura dos padrinhos de casamento?

    Hoje, podemos concordar que o casamento é um acordo. Levando isso em conta, os padrinhos são testemunhas da união entre o casal. Porém, antigamente o casamento não era necessariamente oficial. Isso mudou por causa do Concílio de Trento.

    UM POUCO DE HISTÓRIA
    De 1545 a 1563, ocorreu o Concílio de Trento. Nessa época, ocorria a Reforma Protestante e, em reação a isso, a Contra- reforma (Reforma Católica). Para garantir a unidade da fé e a disciplina eclesiástica e opôr-se ao protestantismo crescente, o Papa III convocou o Concílio de Trento, na cidade de Trento (Itália).

    Aí vem os padrinhos na história...

    Entre os diversos decretos dogmáticos emitidos, estava o “sacramento do matrimônio”- uma cerimônia em que se estabelece o vínculo matrimonial, em conjunto às regras religiosas (nada mais nada menos que um casamento religioso, nesse caso, católico). Sendo uma dessas regras, a determinação da validade do casamento: o casamento católico só seria válido quando celebrado por um padre e com duas testemunhas. Essa duas testemunhas são o que chamamos hoje de padrinhos.

    Quem são eles hoje?

    Hoje, o número de padrinhos aumentou e não só isso: atualmente eles obtêm funções diferentes. Em geral, os consideramos ajudantes dos noivos. São as madrinhas e os padrinhos que apoiam os noivos nos preparativos, ajudando assim, no bem-estar físico e mental! Além disso, são eles que organizam as famosas “despedidas” (festa de despedida de solteiro(a), por exemplo) e os chás de lingerie, panela...

    Dia do Casamento

    No dia do casamento, os padrinhos e madrinhas tem a função de acompanhar os noivos, para que eles aproveitem cada segundo! Ajudar com traje, vestido*, maquiagem e cabelo, acalmar em caso de nervosismo, animar a pista de dança* junto com os noivos. Inclusive, há em alguns casamentos coreografias incríveis de dança, não só de a dança dos noivos, como também a dança dos padrinhos*.

    Depois do Casamento

    E depois do casamento? As memórias admiráveis que restaram são o maior presente! Por isso, é importante ser fiel ao coração na escolha dos padrinhos e madrinhas. O vínculo de amor e amizade sela um momento muito especial para os noivos e, como fruto disso, o carinho e a admiração se torna ainda maior entre os noivos e suas madrinhas e padrinhos!

    O real significado das madrinhas e dos padrinhos 

    Por mais que, muitas vezes, nós consideramos uma definição pronta de padrinhos e madrinhas- serem testemunhas, ajudarem e acompanharem os noivos- o importante é saber o que significa esse vínculo para as noivos. Entender quem faria parte de tornar os seus momentos ainda mais inesquecíveis e quem se encaixaria em um papel tão importante na vida de vocês. Para decidir as madrinhas e os padrinhos um diálogo entre os noivos seria essencial, esse pode começar com o seguinte questionamento:
    “Qual é o significado das madrinhas e dos padrinhos de casamento para nós, noivos?”

     Clique e encontre no Guia Festa: 

    *Lojas de Roupas de festa
    *Entretenimento para festa
    *Conheça a Dança do Noivos Poa

    Fotografias: Vanessa Milbrath

     

  • O melhor de CASAR NO FERIADO!
    Postado 19/04/2018

     

    1. • É ver os convidados chegando com tranquilidade;
    2. • Poder convidar aquela amiga querida que vem lá de longe;
    3. • Aproveitar com muito mais calma todos os momentos da festa;
    4. • Dançar até o dia raiar.